Artigo de opinião / 03.07.18

A importância do Branding numa organização (Inês Pinto)

Partilhar:

Conexão entre o cliente e a marca

Hoje em dia, vivemos num mundo bastante competitivo onde é cada vez mais complicado ganhar distinção e, por isso, é extremamente importante que as organizações invistam no branding para que se consigam diferenciar de alguma forma.

Contrariamente ao que muitas empresas acreditam, a construção e consolidação de uma marca vai muito para além do seu logótipo ou slogan. Na verdade, a sociedade consumista em que vivemos atualmente rege-se não só pelo produto/serviço em si, mas, pelos valores e o propósito que a marca nos transmite. Uma vez que o preço, qualidade e características do produto/serviço já não são os únicos fatores determinantes na decisão de compra, é necessário que se crie uma forte conexão entre o cliente e a marca.

Em algum momento nos questionámos sobre a preferência tão denunciada pelo IPhone em relação a outros smartphones? Embora o design e a interface do IPhone sejam importantes, as restantes características não são definitivamente diferenciadoras face à concorrência. Tendo em conta que o preço do IPhone não é um fator atrativo, não se consegue entender racionalmente o padrão de escolha dos consumidores. No entanto, ao contrário dos seus competidores, a Apple tem uma forma de comunicação peculiar. A empresa foca-se no PORQUÊ da sua existência e não apenas nos produtos que oferece.

O problema de muitas das empresas atuais é o de estruturar claramente o “PORQUÊ” de fazerem “O QUE” fazem. O PORQUÊ de existirem torna-se assim no propósito, na causa da existência da empresa. No entanto, as organizações focam-se em comunicar O QUE fazem e não na razão primordial de o fazerem. Esta obsessão impede que estas empresas se diferenciem e ganhem destaque no mercado em que se inserem. O PORQUÊ das organizações existirem deve justificar a razão para o cliente adquirir um produto ou usufruir de um serviço enquanto que, o O QUÊ é a prova palpável dessa crença. Neste sentido, o branding permitirá à empresa não só transmitir uma mensagem consistente como posicionar-se e diferenciar-se no mercado de forma clara. Todavia, esta estratégia de longo prazo tem que ser planeada de forma minuciosa e implementada adequadamente, pensando em todos os pontos de contacto da empresa com o cliente. O branding por si só não cria uma necessidade no cliente, mas, foca a sua atenção em determinados aspetos que irão aumentar a sua vontade de adquirir o nosso produto/serviço.

Tags: outglocal,Marca,Branding,Estratégia,Consulting,Diferenciação,Sociedade Consumista